english | português | español

F.AltubeNasceu na cidade de Salta, na Argentina.
Começou a estudar música aos seis anos e actuou desde cedo na sua cidade, como solista e como membro de agrupamentos de câmara. Desta época datam as suas primeiras composições.
Terminou com medalha de ouro o Conservatório Nacional de Música "CARLOS LOPEZ BUCHARDO" de Argentina, na especialidade de piano, realizando em seguida uma pós-graduação ao mesmo tempo que compunha obras para piano.
Em 1989 obteve uma bolsa do Estado Soviético para estudar no Conservatório Estatal de Moscovo "P.I. TCHAIKOVSKY". Nesta cidade estreou obras suas e interpretou obras do repertório argentino.
Frequentou em Estugarda um curso de direcção com o Maestro Helmut Riling.
Teve a possibilidade e a honra de realizar o seu próprio concerto como compositor na Sala Rachmaninoff do Conservatório Tchaikovsky, oportunidade que raras vezes se dá a um estudante sendo denominados "Concertos de Autor".
Em 1995 terminou o Conservatório de Moscovo "Com Honra" (ou seja as mais altas classificações) e obteve o Título de "Master of Fine Arts" nas especialidades de Composição e Professor de Matérias Musicais Teóricas.
Desde 1985, paralelamente à sua actividade como compositor, tem tido uma intensa actividade como solista, actuando em diversas salas de Buenos Aires, incluindo o Salão Dourado do Teatro Colón, e do interior de Argentina.
Com o Bartók Ensemble se apresentou no Palácio dos Congressos da Cidade da Corunha, em Espanha, e no Fórum Cultural do Seixal. Com este agrupamento, gravou um CD com a Sonata para dois pianos e percussão de Bela Bartók.
Também na cidade da Corunha, no Teatro Rosália de Castro, teve lugar com grande êxito um concerto dedicado integralmente a obras de sua autoria.
Paralelamente à sua actividade artística é Director Artístico, Professor de Análise e Técnica de Composição, de Piano, de Música de Câmara e Professor Acompanhador na Academia de Música e Belas Artes Luisa Todi, na cidade de Setúbal. Exerce também a sua actividade docente no Centro Naciolnal de Artes Musicais de Lisboa.
Foi a pianista oficial dos Masterclasses organizados pelo Grupo de Metais do Seixal, nos quais actuou com os músicos Bruno Nouvion e Phillipe Legris (1998) e Allen Vizzutti e David Taylor (1999), e ainda os Masterclasses de Janeiro de 2002,
No dia 17 de Julho de 2000 se realizou pelo Opus Ensemble a estreia da obra Cantos Tonales” (Trio para Viola, Contrabaixo e Piano) composta para e dedica a este conjunto de câmara, no âmbito do Festival de Música da Costa do Estoril. Essa obra foi interpretada no dia a seguir no festival da Casa de Mateus.
No mês de Setembro de 2000 realizou-se com grande êxito no Fórum Cultural de Seixal, um concerto integramente preenchido com obras de sua autoria e que contou com a participação do Opus Ensemble, Grupo de Metais do Seixal e o duo Abraxas.
Em Março desse ano interpretou para o público português pela primeira vez a Sonata para Piano do compositor Argentino Carlos Guastavino num concerto dedicado á música argentina na Casa de América Latina.
No mês de Junho de 2001 foi convidado como membro do júri do IV Prémio de Composição Andrés Gaos da cidade da Corunha, em Espanha.
Em Julho de 2001 se realizou a estreia da sua obra “Cantos tonales (en épocas atonales)” na versão para Marimba e Quarteto de Cordas no Festival Internacional de Música de Coimbra, com Pedro Carneiro em Marimba e o Quarteto Chilingirian de Londres.
No dia 11 de Setembro de 2001 se realizou um concerto de Violino e Piano integramente preenchido com obras de sua autoria, no Salão Dourado da Casa da Cultura de Buenos Aires, Argentina.
No dia 14 de Setembro desse mesmo ano, aconteceu, com um enorme êxito, a estreia da sua obra “Pi tete úeru (canção de embalar para acordar a um povo)” com a Orquesta Sinfónica Nacional da Argentina, o Maestro Pedro Ignácio Calderón, a cantora Melánia Pérez e o Quenista Bernardo Di Vruno, no Auditório de Belgrano da cidade de Buenos Aires na Argentina.
Uma outra estreia mundial, desta vez com a Orquestra Sinfónica de Galicia (Espanha), o violinista Vladimir Prjevalsky e o Maestro Josep Pons, teve lugar no mês de Março de 2002 no Palacio da Opera desta cidade. Trata-se da Sinfonia Concertante “El Cacuy” e foi recebida com um grande entusiasmo pelo público.
No mês de Fevereiro de 2003 aconteceu a estreia da obra “El oso Fabuloso” (música incidental para o conto homónimo) obra escrita por encomenda da Orquestra Sinfónica de Galiza.
No dia 30 de Setembro no Palácio Foz de Lisboa, ofereceu um recital dedicado à memoria do compositor argentino Alberto Ginastera em ocasião dos vinte anos da sua morte.
Desde o ano de 2002 é director da Orquestra Orff de Setúbal com a qual actua em diversas cidades de Portugal.
Maio de 2004, Casa de América Latina e Palácio Foz, Lisboa: se realizam dois recitais autobiográficos junto do violinista argentino Alejandro Drago com obras para violino solo, piano solo e violino e piano.
Em Dezembro de 2004 se edita em CD a música para o conto “El oso fabuloso” com a Orquestra Sinfónica de Galiza, em uma edição com livro da Editora Kalandraka.
Em 2005 foi lançado na Argentina pela editora “Tradition”, um CD que contém a Sonata para Violino Solo interpretada por o violinista argentino Alejandro Drago.
No mês de Outubro de 2007 inaugurou o espaço “Café Concerto” do Novo Teatro Municipal de Almada com um recital dedicado integramente ao tango e folclore argentinos.
No dia 4 de Março de 2007 teve lugar a estreia da versão para 7 instrumentos da música para o conto infantil “O Oso Fabuloso” no Museu de Arte Contemporânea da cidade da Corunha.
No dia 12 de Maio de 2007 ofereceu um recital no Centro Cultural de Cascais onde aconteceu a estreia da segunda redacção da sua segunda Sonata para Piano, a “Sonata Requiem”.
Em Abril de 2008, se interpretou no Centro Cultural de Belém de Lisboa, os “Cantos tonales” com Pedro Carneiro em Marimba e o Quarteto de Cordas de Tokyo. A versão integral dessa mesma peça e com o Cuarteto Latinoamericano, foi interpretada pela primeira vez a 18 de Outubro de 2008 no Festival Internacional Cervantino.